UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/12/2009 - 17h05

Brasil não tem cenário de superaquecimento econômico, diz Serasa

SÃO PAULO - A atividade econômica no Brasil não caminha para o superaquecimento, mesmo com a boa recuperação do país. Foi o que revelou hoje o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Atividade Econômica, que registrou variação negativa pelo segundo mês consecutivo.

De acordo com a pesquisa, o indicador, que busca visualizar antecipadamente em que fase do ciclo econômico está o país, teve queda de 0,17% em outubro, na comparação com setembro, atingindo o nível 100,1. No mês anterior, a atividade tinha apresentado retração de 0,03% na mesma base de comparação. "A estabilização do indicador em torno de 100 aponta que um eventual cenário de superaquecimento da economia não deverá se configurar, pelo menos até os meses finais do primeiro semestre de 2010, reduzindo as chances de presenciarmos um novo ciclo de aperto monetário neste período", afirmou a Serasa em nota. Dentre os fatores que evidenciam que o Brasil não caminha para o aquecimento excessivo, ao menos no curto prazo, a Serasa destaca as promessas do governo de recompor o superávit primário - o que pode gerar aperto nas contas públicas e cortes nos gastos - elevação das taxas de juros de longo prazo, além da desaceleração na liberação de crédito na economia.

(Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host