UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/12/2009 - 19h45

Confiança do consumidor cresce em dezembro, com destaque para classe C

SÃO PAULO - O Índice Nacional de Confiança do Consumidor, medido pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e pela Ipsos, atingiu 146 pontos na média de todas as regiões, o que denota uma alta com relação a novembro, quando foram registrados 138 pontos, e também em relação a dezembro do ano passado (145 pontos). A classe C é a mais otimista, com 156 pontos. As classes A e B aparecem logo depois, com 142 pontos. Como era de se esperar, as classes mais baixas são as menos otimistas, com 136 pontos. Na análise por regiões, verifica-se que as pessoas do Sul são as mais confiantes, com 166 pontos. Em seguida, aparecem o Norte e o Centro-Oeste, com 159 pontos, e o Sudeste, com 148. O Nordeste, apesar de ter ganhado 14 pontos na comparação com o mês passado, é a região menos otimista, com 123 pontos. Esse otimismo se reflete também nas perspectivas futuras. Para 50% dos consumidores, a economia de sua região irá crescer, nos próximos seis meses. Apenas 11% esperam uma economia mais fraca. No que se refere ao orçamento pessoal, 63% das pessoas acreditam que a sua situação financeira tende a melhorar nos próximos seis meses, ao mesmo tempo em que apenas 8% se mostram pessimistas. Outro dado da pesquisa diz respeito à perspectiva quanto ao emprego. Os confiantes no emprego somam 39% dos entrevistados, ao passo que os menos confiantes somam 31%. Entretanto, a quantidade de conhecidos dos brasileiros que perderam o emprego registrou ligeira alta, passando de 3,9 conhecidos para 4. Por outro lado, na percepção de 39% dos entrevistados, as chances de perder o emprego nos próximos seis meses são muito pequenas. Outros 20%, porém, acreditam que possam ser dispensados. (Karin Sato | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host