UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

22/12/2009 - 12h12

Crédito deve crescer 20% em 2010 e atingir 48% do PIB, diz Mesquita

BRASÍLIA - O volume global de crédito deve atingir 48% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2010, com variação de 20% sobre este ano. A projeção é do Banco Central (BC), que também reviu para cima a expectativa sobre o crédito em 2009: deve crescer 16% e chegar a 45,3% do PIB.

De acordo com o diretor de Política Econômica do BC, Mario Mesquita, ao contrário deste ano, quando os bancos públicos continuam a liderar os empréstimos como medida anticrise, no ano que vem, a evolução será puxada pelos bancos estrangeiros, com expansão esperada em 24,5% sobre 2009, e pelos privados nacionais (20,4%). É natural que os bancos de fora se sintam mais confortáveis com a recuperação do país frente a crise internacional do fim de 2008 e ampliem a oferta de crédito, comentou Mesquita. Neste ano, por causa da crise, os estrangeiros devem apresentar alta de apenas 1,9% no crédito sobre 2008, enquanto os bancos privados nacionais devem ter alta de 10,6% e os bancos públicos, mais 29,2%.

Para 2010, a expansão de crédito dos bancos oficiais é projetada pelo BC em 17,1%. Ou seja, inferior aos aumentos nas ofertas dos bancos nacionais e dos estrangeiros.

Ao comentar o Relatório Trimestral de Inflação, o diretor do BC destacou que, para que o crédito seja ampliado em 16% neste ano, os financiamentos direcionados (basicamente liberados pelo BNDES) deve ter variação anual de 26,9%, enquanto o crédito livre vai subir 10,8%.

Em 2010, o crédito direcionado deve evoluir 23,1%, enquanto os empréstimos da carteira livre dos bancos vão subir 18,3%, para dar uma média de 20% no total sobre 2009.

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host