UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

23/12/2009 - 16h03

Após três meses caindo, cheques devolvidos sobem no Brasil, diz Serasa

SÃO PAULO - A inadimplência com cheques no Brasil avançou em novembro, depois de três meses seguidos de queda, segundo informou hoje a Serasa Experian. No período, foram devolvidos 2,05 milhões, ou 2,04% do total de cheques compensados, um aumento de 6,25% ante o número registrado em outubro. "Este crescimento mostra que, com a primeira parcela do 13º salário, os consumidores estão priorizando a regularização de suas pendências financeiras no cartão de crédito", afirmou a Serasa em nota. Para os especialistas da instituição, a aceitação do cheque pré-datado como alternativa às dificuldades do menor crédito na economia, e a recuperação econômica ao mesmo tempo em que o cenário econômico ainda não estava normalizado, foram fatores que provocaram o aumento da inadimplência com cheques. Na comparação anual, por outro lado, houve um recuo de 5,55% no indicador, já que a base de comparação era alta, em meio aos piores momentos da crise financeira mundial. Quando se analisa o acumulado do ano, a parcela de cheques devolvidos fica em 2,17%, também apresentando um aumento de 9,59% ante o mesmo período de 2008, reflexo do primeiro semestre de 2009, "quando foram registrados os maiores indicadores mensais de devolução de cheques", como explicou a instituição. Na análise regional, o Amapá foi o estado com maior percentual de cheques devolvidos, no nível dos 9,98% entre janeiro e novembro. Na outra ponta, São Paulo foi o estado com a menor inadimplência, com 1,67%. (Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host