UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/01/2010 - 14h43

Ibovespa segue valorização externa; Cesp é destaque positivo do dia

SÃO PAULO - O maior preço das commodities e a valorização global das bolsas continuam a impulsionar a trajetória do mercado acionário brasileiro nesta tarde. Investidores mostram disposição em assumir riscos, em meio à maior tranqüilidade vista na Europa.

No noticiário do dia, o Japão acompanhou a sinalização dada pela China e indicou que também ajudará a reduzir o endividamento de países da zona do euro. Além disso, o ministro das Finanças de Portugal, Fernando Teixeira dos Santos, declarou que seu país não pretende pedir ajuda internacional e deu um alívio para o mercado.

Nos Estados Unidos, o resultado da Alcoa no quarto trimestre de 2010 também é apontado como um dos fatores positivos desta jornada. Ainda no país, o Departamento de Comércio surpreendeu, ao mostrar que os estoques no atacado recuaram 0,2% entre outubro e novembro de 2010. Já na comparação anual, foi vista uma elevação de 8,4%.

Por volta das 15h10, o Ibovespa tinha ganho de 0,56%, aos 70.522 pontos. O volume negociado estava em torno de R$ 3,247 bilhões.

No mesmo horário, em Wall Street, o índice Dow Jones subia 0,41%, o S&P 500 avançava 0,45% e o Nasdaq tinha alta de 0,39%.

No âmbito corporativo, entre as chamadas "blue chips", há pouco, os papéis PN da Petrobras subiam 0,92%, a R$ 27,23, enquanto Vale PNA avançava 1,13%, a R$ 51,63.

Ainda na ponta positiva, destaque para os papéis Cesp PNB (2,98%, a R$ 29,98), Pão de Açúcar PNA (2,15%, a R$ 68,75) e Tim Participações PN (2,08%, a R$ 5,88).

O mercado repercute matéria publicada pelo jornal "Folha de S.Paulo", que apontou que o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, autorizou a negociação da venda da Cesp para o governo federal, mais especificamente para Furnas, empresa do sistema Eletrobrás.

"No caso de confirmação desta notícia, a venda da Cesp poderia ocorrer em um tempo menor que o esperado, uma vez que uma negociação envolvendo as concessões com vencimento em 2015 poderia ocorrer antes de suas renovações. Cabe destacar que, no caso de um leilão público, acreditamos que a concorrência seria maior, devido ao grande interesse nos ativos da empresa, o que poderia levar o preço de suas ações a um patamar no topo das nossas expectativas, entre R$ 45 e R$ 50 por ação", diz, em relatório, Rafael Andreata, da Planner Corretora.
Em sua avaliação, a venda da Cesp por parte do governo estadual é uma questão de tempo.
No campo oposto, as maiores baixas do Ibovespa partiam das ações Natura ON (-0,96%, a R$ 46,25), OGX Petróleo ON (-1,78%, a R$ 20,38) e BM&FBovespa ON (-1,83%, a R$ 12,81).

A OGX revelou hoje que concluiu a perfuração do poço OGX-23, localizado na Bacia de Santos, e não teve sucesso na descoberta de petróleo comercial.

(Beatriz Cutait | Valor)
Hospedagem: UOL Host