UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/01/2010 - 16h41

Coordenação política discute metas do governo para 2010

BRASÍLIA - Na primeira reunião de coordenação política do ano realizada hoje, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva discutiu com os ministros, metas e projetos do governo federal para 2010. Nenhum tema abordado foi informado pela assessoria do Palácio do Planalto. A reunião durou cerca de 2 horas, e marcou a volta do presidente ao trabalho, após 10 dias de férias. O desentendimento entre os ministros da Defesa, Nelson Jobim, e da Secretaria Especial de Direito Humanos, Paulo Vannuchi, em torno do Programa Nacional de Direitos Humanos, não foi tratado na reunião, de acordo com fontes do governo. O tema será discutido entre o presidente Lula e os dois ministros, possivelmente, ainda esta semana. O Programa Nacional de Direitos Humanos vem provocando controvérsias dentro do governo e também em setores da sociedade, além de opor militares ao ministro Vannuchi.

As Forças Armadas consideram que o programa abre a possibilidade de punição a ex-torturadores, e querem mudanças no texto. O ministro Vannuchi, por sua vez, é contrário a alterações. As divergências teriam provocado a ameaça de renúncia coletiva do ministro da Defesa e dos comandantes militares. Mais recentemente, o ministro Vannuchi disse que entregaria o cargo, caso o programa fosse alterado.

Os ministros da Justiça, Tarso Genro, da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Paulo Bernardo, que integram a equipe de coordenação política, não participaram da reunião por estarem de férias.

Estavam presentes o vice-presidente, José Alencar, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e os ministros de Relações Institucionais, Alexandre Padilha da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins e da secretaria-geral da Presidência, Luiz Dulci.

(Azelma Rodrigues | Valor, com Agência Brasil)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host