UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/01/2010 - 09h11

Heineken compra unidade de cerveja da Femsa e quer expansão no Brasil

SÃO PAULO - A produtora holandesa de cerveja Heineken anunciou hoje a compra da unidade de cerveja da Fomento Económico Mexicano S.A.B. (Femsa) por meio de uma transação de ações e deverá aumentar a atuação da empresa na América Latina, principalmente no Brasil. A operação é avaliada em 3,8 bilhões de euros (US$ 5,5 bilhões). Incluindo dívidas e obrigações com pensões, o valor vai a 5,3 bilhões de euros (US$ 7,6 bilhões).

"A Heineken vai adquirir a Femsa Cerveza, constituindo 100% das operações mexicanas de cerveja da Femsa (incluindo seus negócios nos EUA e outras plataformas de exportação) e os restantes 83% dos negócios de cerveja no Brasil que a Heineken ainda não possui", informou hoje a empresa em nota.

Segundo o comunicado, a Heineken espera concluir a operação no segundo trimestre de 2010. A transação envolverá apenas ações, acordo exigido pela Femsa, segundo a holandesa. Após a conclusão da transação, a Femsa será a segunda maior acionista no Heineken Group, com 12,5% da Heineken e 14,9% na Heineken Holding, que juntas representam 20% no grupo. A Femsa terá o direito de indicar dois representantes não executivos para o Conselho de Supervisão da Heineken e um deles será escolhido também para o Conselho de Diretores da Heineken Holding.

"Esse é uma decisão significativa para a Heineken. Ela transforma nosso futuro nas Américas e marca a próxima etapa na forte associação da Heineken com a Femsa. Por meio deste acordo, ficamos um ?player? mais forte e mais competitivo na América Latina, um dos mercados de cerveja de crescimento mais rápido e mais lucrativo do mundo", afirmou o executivo-chefe da empresa Jean-Francois van Boxmeer.

Pelas projeções da empresa, o acordo deve gerar para a holandesa sinergias de custo anuais de 150 milhões de euros até 2013.

(Vanessa Dezem | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host