UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/01/2010 - 13h00

Aliansce Shopping detalha oferta de ações de R$ 1,14 bilhão

SÃO PAULO - A primeira oferta pública inicial (IPO na sigla em inglês) de 2010 tomou forma hoje. A Aliansce Shopping Centers apresentou o aviso ao mercado de sua oferta primária e secundária de ações que pode movimentar mais de R$ 1,14 bilhão. Vale lembrar que a empresa já tinha tentado ingressar na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) em 2007, mas condições adversas de mercado levaram ao atraso da operação.

A distribuição inicial compreende a venda de 65 milhões de ações ordinárias, sendo 50 milhões de novas ações e 15 milhões de papéis do fundo GBP I, gerido pela Gávea Investimentos, do ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, e do diretor-presidente e presidente do Conselho de Administração, Renato Rique.

A faixa estimativa de preço vai de R$ 10 a R$ 13. Considerando o teto da faixa, a oferta movimentará R$ 845 milhões, cifra que pode chegar a R$ 1,14 bilhão caso exercidos integralmente os lotes suplementar e adicional. As pessoas físicas poderão tomar parte na oferta com investimento mínimo de R$ 3 mil. Os pedidos de reserva devem ser efetuados entre os dias 21 e 26 de janeiro. Ainda de acordo com o cronograma estimado, o preço por ação será definido dia 27 e os papéis chegam ao Novo Mercado da Bovespa no dia 29, sob o código ALSC3.

Os recursos obtidos com a oferta primária serão destinados à aquisição de participação, expansão e desenvolvimento de shopping centers.

Considerando o preço estimado de R$ 10 a R$ 13 por papel, a companhia chegará á bolsa com valor de mercado de R$ 1,39 bilhão a R$ 1,81 bilhão. Para efeito de comparação, a BR Malls, que também atua no segmento de shopping centers, tem valor de mercado de R$ 4,38 bilhões, a Multiplan vale cerca de R$ 5,5 bilhões, a Iguatemi soma R$ 2,44 bilhões e a General Shopping R$ 504 milhões.

O maior acionista da companhia é a norte-americana GGP, que por meio do GGP Brazil I detém 49% das ações, fatia que deve cair a 22,1% após a oferta. O FIP GBP figura com 22,54%, fatia que será reduzida a 1%. A Rique Empreendimentos, do presidente Renato Rique, aparece com 19,19%. E o próprio Rique tem participação direta de 7,27%. O free float será de 62,9%, desconsiderando lote suplementar e adicional.

No prospecto, a companhia se apresenta como a segunda maior administradora de shoppings do Brasil dentre as quatro empresas de capital aberto do setor em termos de números de shoppings administrados. Atualmente, a Aliansce tem participação em 13 empreendimentos, que somam 416 mil metros quadros de área bruta locável (ABL). No acumulado dos nove primeiros meses de 2009, a empresa teve lucro líquido de R$ 18,7 milhões, revertendo prejuízo de R$ 10,9 milhões registrado um ano antes. Já a receita líquida de janeiro a setembro somou R$ 97 milhões, alta de 40% sobre o registrado um ano antes. (Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host