UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

14/01/2010 - 11h17

Grupo Pão de Açúcar vende 44,6% mais no quarto trimestre

SÃO PAULO - O Grupo Pão de Açúcar apresentou o desempenho de vendas não auditada do quarto trimestre. Os números mostram um aumento de 44,6% nas vendas líquidas, que somaram R$ 7,43 bilhões. O faturamento bruto subiu 41,4%, também no comparativo anual, para R$ 8,37 bilhões. Tirando as vendas do Ponto Frio, o crescimento é mais modesto: avanço de 17,6% das vendas líquidas e de 14% das vendas brutas.

No conceito "mesmas lojas", referente às unidades com no mínimo 12 meses de operação e, portanto, exclui as operações do Ponto Frio, as vendas brutas cresceram 10,6%. Deflacionado pelo IPCA, o crescimento real foi de 5,5%.

Todas as bandeiras do grupo apresentaram desempenho positiva no trimestre, com destaque para o comércio eletrônico, composto pelo Extra.com.br e Pão de Açúcar Delivery, que manteve o ritmo de expansão registrado nos meses anteriores.

Em comunicado, o Pão de Açúcar aponta dois fatores que contribuíram para o desempenho das vendas. O primeiro é a campanha de aniversário do Extra, ação iniciada em novembro e válida para todas as lojas da bandeira, inclusive postos de combustíveis e Extra.com.br. Outro fator considerado foram as campanhas de Natal desenvolvidas em todas as bandeiras.

Apenas para as operações do Ponto Frio, as vendas brutas registraram crescimento de 23,8% em sobre o quarto trimestre de 2008, somando R$ 1,63 bilhão. Mais uma vez, a campanha de Natal explica parte desse resultado, assim como a maior presença na mídia e ofertas diferenciadas de pagamentos.

No conceito "mesmas lojas", as vendas do Ponto Frio apresentaram crescimento de 22% no trimestre, resultado superior ao registrado no terceiro trimestre e primeiro semestre de 2009. Considerando apenas o comércio eletrônico (pontofrio.com.br), o avanço foi de expressivos 142% no período.

Passando agora para os dados do ano. Em todo 2009, o Grupo Pão de Açúcar registrou vendas líquidas de R$ 23,22 bilhões, alta de 28,8% no comparativo com os 12 meses antecedentes. Desconsiderando as operações do Ponto Frio, o crescimento fica em 15,2%.

As metas de vendas brutas e de crescimento real no conceito " mesmas lojas " foram superadas. Em 2009, as vendas brutas (excluindo Ponto Frio) atingiram R$ 23,33 bilhões, contra uma meta de R$ 23 bilhões. Já o crescimento real no conceito " mesmas lojas " foi de 4,1%, acima da meta de 2,5% estabelecida para o exercício.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host