UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

15/01/2010 - 11h26

Contratos de juros futuros operam em baixa na BM & F

SÃO PAULO - Os contratos de Depósitos Interbancários (DIs) inverteram a trajetória observada no início do dia na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), levando ao fechamento da curva de juros na manhã desta sexta-feira.

Destaque do front doméstico, o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) apresentou aceleração em janeiro, ao registrar inflação de 0,20%, depois de cair 0,07% em dezembro de 2009.

De acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), dos três componentes do IGP-10, o Índice de Preços por Atacado (IPA) teve a menor variação positiva, de 0,07%, mas também se acelerou na comparação com dezembro (-0,25%). Subiram mais no período o Índice de Preços ao Consumidor (0,28% para 0,52%) e o Índice Nacional de Custo da Construção (0,25% para 0,30%).

Bruno Lembi, sócio da M2 Investimentos, observa que o movimento dos juros reflete apenas um ajuste, tendo em vista as expectativas do mercado de forte expansão da economia.

" Acho que tem havido certo exagero na precificação dos juros futuros. O mercado precificou uma alta bem forte da economia em 2010 e houve um repasse para os juros " , pontua. " Este deve ser um ano volátil tanto para juros, como para câmbio, dadas as expectativas muito altas do mercado. " Segundo Lembi, indicadores que sairão no exterior ainda hoje poderão mexer com os DIs. Na agenda americana, está prevista a divulgação da produção industrial de dezembro e o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês).

Há pouco, o Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2011, referência de mercado, cedia 0,04 ponto percentual, a 10,28%, enquanto os contratos para janeiro de 2012 recuavam 0,05 ponto, a 11,71%, e o para janeiro de 2013 tinha baixa de 0,07 ponto, a 12,38%.

Na parte curta da curva, o DI com vencimento em abril de 2010 caía 0,015 ponto, a 8,695%. Exceção do dia, o contrato de julho de 2010, que divide as apostas entre alta de juros no primeiro ou segundo semestre, subia 0,01 ponto, com taxa de 9,11%.

A M2 Investimentos acredita que o Banco Central (BC) iniciará um novo ciclo de aperto da taxa básica de juros (Selic) a partir de abril, com uma extensão de 200 a 250 pontos-base de alta.

" O BC deve elevar os juros tendo em vista 2011. Seria um movimento de precaução, já que, neste ano, a inflação ainda deve ficar muito próxima da meta (4,5%) " , aponta Lembi. (Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host