UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 14h09

Investimento externo no Brasil cai pela metade em 2009, aponta Unctad

GENEBRA - O fluxo de Investimento Direto Estrangeiro (IDE) para o Brasil caiu 49,5% no ano passado, numa das maiores quedas entre nações em desenvolvimento, conforme dados apresentados hoje pela Agência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (Unctad), ligada à ONU, em Genebra.

No caso do Brasil, a queda no fluxo foi maior do que a média mundial, passando de US$ 45,1 bilhões em 2008 para US$ 22,8 bilhões no ano passado. Ainda assim, foi o país que mais recebeu IDE na América Latina, quase o dobro do segundo colocado, o México.

Globalmente, o fluxo de IDE caiu 39%, passando de US$ 1,7 trilhão em 2008 para cerca de US$ 1 trilhão no ano passado, no rastro da mais dramática crise financeira e econômica mundial.

O declínio no fluxo, com as empresas sofrendo com a recessão, foi registrado em todas as regiões e marcou o fim de seis anos de expansão de IDE para nações em desenvolvimento.

Para 2010, a Unctad espera uma "modesta recuperação global" do IDE, à medida que as perspectivas são de uma retomada econômica e de mais empresas registrando lucros.

(Assis Moreira | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host