UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 12h51

Reserva de oferta prioritária da InPar deve ser feita em 4 corretoras

SÃO PAULO - Os coordenadores da oferta primária de ações da incorporadora InPar divulgaram uma correção do Aviso ao Mercado divulgado ontem, apresentando o nome das corretoras que aceitarão os pedidos de reservas da oferta prioritária e o limite de subscrição proporcional.

De acordo com o comunicado, os atuais acionistas que desejarem exercer a preferência para compra devem fazer seu pedido de reserva exclusivamente pelas corretoras do Credit Suisse, Bradesco, HSBC e Santander, que são os responsáveis pela distribuição.

O comunicado apontou ainda que, para cada ação da InPar detida, o investidor terá direito de comprar 0,353876 ação ON na oferta.

Vale lembrar que esse direito de prioridade poderá ser negociado e que o período de reserva prioritária começou ontem e vai até o dia 21 de janeiro. Para determinar a subscrição proporcional, será verificada a posição dos acionistas nos dias 18 e 21.

A Paladin Realty Partners, que detém 49,7% da empresa, já manifestou intenção de subscrever ações em valor equivalente a R$ 50 milhões, no âmbito da oferta prioritária.

Pelos termos da operação, serão ofertadas inicialmente 70 milhões de ações ordinárias, com opção de lotes suplementar e adicional de 15% e 20%, respectivamente.
Considerando o preço de fechamento de segunda-feira do papel da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), de R$ 3,71, a distribuição pode movimentar R$ 350 milhões. Com esse dinheiro a empresa vai financiar a exposição de caixa de novos projetos.

Finda a oferta prioritária e desde que sobrem ações, o varejo pode tomar parte na oferta, com investimento mínimo de R$ 3 mil.

Caso haja excesso de demanda, a oferta de varejo conta com procedimento diferenciado de rateio. Os investidores serão divididos em "com prioridade de alocação" e "sem prioridade de alocação".
O direito à prioridade depende de dois fatores, a requisição de tal classificação e o atestado de bom comportamento.

Ou seja, será atendido primeiro aquele investidor que não tiver "flipado" (no jargão de mercado, vendido as ações no dia da estreia) nas últimas quatro ofertas públicas. Nesse caso, quem vendeu ações em duas ou mais das últimas quatro ofertas perde seu título de "com prioridade".

Ainda de acordo com o cronograma, o preço por ação será fixado dia 2 de fevereiro e as ações começam a ser negociadas dia 4 de fevereiro, sob o código INPR3.

Além do private equity americano Paladin, outro grande acionista na InPar é a ISA, sociedade controlada por holdings da Família Parizotto, com 15,1% das ações ON.
Do free float atual de 29,5%, uma fatia de 5,1% está com fundos da Credit Suisse Hedgind-Griffo, e 5% com a Polo Capital Gestão de Recursos.

A empresa chegou ao Novo Mercado em junho de 2007 com a venda de 43,2 milhões de novas ações ordinárias a R$ 17,50 cada.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host