UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

19/01/2010 - 12h28

Reserva para oferta da PDG Realty abre dia 26

SÃO PAULO - A incorporadora imobiliária e de private equity PDG Realty apresentou o anúncio de início de uma oferta secundária de ações que pode passar de R$ 1,8 bilhão. O varejo poderá tomar parte na oferta, com investimento mínimo de R$ 3 mil. Os interessados devem fazer seus pedidos de reserva entre os dias 26 de janeiro e 3 de fevereiro.

Pelos temos da oferta, o Fundo de Investimento em Participações (FIP) PDG I venderá 97.084.946 ações ordinárias de sua titularidade. Considerando o valor do papel da PDG no pregão de ontem da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) no valor de R$ 16,20, a distribuição somará R$ 1,57 bilhão.
Caso seja exercido integralmente o lote suplementar de 15%, a soma vai a R$ 1,8 bilhão, e o FIP FDG I se desfaz de toda a participação de 28,64% que detém na companhia.

Os atuais acionistas do fundo FIC PCP, que tem como cotistas um grupo de ex-sócios do Banco Pactual, terão prioridade na compra das ações até o limite equivalente à proporção detida indiretamente hoje no capital da companhia.
Caso esses acionistas exerçam por completo seu direito de prioridade, a totalidade das ações pode ser destinada apenas à oferta prioritária.

O fundo vendedor, que é gerido por Gilberto Sayão, está em fase de desinvestimento, após a recente venda do UBS Pactual para a BTG, comandada por Andre Esteves, ex-sócio de Sayão no Pactual.
Os acionistas da gestora Vinci Partners (criada por Sayão e que também reúne ex-sócios do Pactual cotistas do FIP) devem comprar um mínimo de 10% das ações na oferta.

Ainda de acordo com o cronograma estimado, o preço das ações deve ser fixado dia 4 de fevereiro e os ativos passam a ser negociados dia 5, sob o código PDGR3.

Essa será a quarta vez que a PDG venderá ações na Bovespa. A companhia chegou ao Novo Mercado em janeiro de 2007, com emissão primária e secundária de 46,313 milhões de ações, a R$ 14 cada.
Já em novembro daquele mesmo ano, levantou outros R$ 575 milhões com uma oferta primária de 23 milhões de ações, a R$ 25 cada. E em outubro do ano passado, a empresa vendeu outros 75,6 milhões de papéis em distribuição primária e secundária a R$ 14 cada.
(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host