UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

20/01/2010 - 12h13

Inadimplência com cheques bate recorde em 2009 em pesquisa da Serasa

SÃO PAULO - A inadimplência com cheques bateu recorde no acumulado do ano passado, revelou uma pesquisa da Serasa Experian divulgada hoje. Devido à falta de fundos, ao longo do ano, foram devolvidos 2,15% dos cheques compensados. Trata-se do maior percentual desde o início da série histórica, em 1991. Nos primeiros seis meses de 2009, a inadimplência com cheques ficou em 2,30%, configurando o pior primeiro semestre já registrado pelo indicador.

Segundo os economistas da Serasa Experian, nesse período, as vendas financiadas com cheques pré-datados foram "alternativas para o varejo, diante de um quadro de liquidez reduzida, uma vez que a oferta de crédito apresentava-se escassa, em decorrência da crise econômica internacional".

Já no segundo semestre, a oferta de crédito ao consumidor foi normalizada e a inadimplência com cheques acabou ficando em 1,99% dos compensados. "Mesmo assim, foi o segundo semestre de mais alta inadimplência desde o início da série", diz nota da empresa.

Na análise por estados, verifica-se que o Amapá foi o que teve o maior percentual de cheques devolvidos, com 10,20%, seguido pelo Maranhão, com 9,65%, e por Roraima, com 8,92%. São Paulo, por sua vez, foi o estado com o menor percentual (1,64%). Na análise por regiões, o Norte obteve o maior percentual de devolução de cheques em 2009, com 4,95%, seguido por Nordeste (3,70%), Centro-Oeste (2,88%) e Sul (2,05%). Por último, ficou o Sudeste, com 1,75%.

No ano passado, a utilização de cheques (total compensado) caiu numa razão bem maior que a dos devolvidos por falta de fundos. Na comparação entre o volume de cheques compensados em 2009 e em 2008, houve uma queda de 11,57%. Já na relação entre o total de cheques devolvidos em 2009 e em 2008, foi registrado um recuo de 4,07%. A conclusão é de que, em 2009, a crise acarretou uma perda da qualidade do cheque, já que o volume de cheques devolvidos caiu menos do que o total de cheques compensados.

(Karin Sato | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host