UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

29/01/2010 - 17h05

Bovespa reverte e cai 0,12%; perda no mês chega a 4,49%

SÃO PAULO - Faltando cerca de uma hora para o encerramento dos negócios, as ordens de venda crescem na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que ruma para o pior desempenho mensal desde outubro de 2008. Por volta das 17 horas, o Ibovespa registrava baixa de 0,12%, aos 65.509 pontos, com giro de R$ 4,81 bilhões.

Na semana, o índice aponta queda de 1,07%, e no mês a perda soma 4,49%, tal queda é a maior desde outubro de 2008, quanto o índice desabou 24,8% em meio à fase mais aguda da crise.
Ao contrário do observado ontem, quanto a Bovespa passou por cima da instabilidade externa e garantiu um pregão de alta, a correlação voltou a se forte hoje. Em Wall Street, o Dow Jones apontava leve alta de 0,09%, mas o S & P 500 e o Nasdaq caíam 0,25% e 0,76%, respectivamente.
As vendas estavam concentradas no setor de tecnologia, mas já se espalharam para outros segmentos, minando a força da agenda de indicadores do dia, que mostrou alta de 5,7% do PIB no quarto trimestre e aumento na confiança do consumidor em janeiro.

Dentro do Ibovespa, Petrobras PN firmou posição em baixa, perdendo 1,06%, a R$ 34,24, e OGX ON recuava a 1,76%, R$ 17,29. Já Vale PNA defendia leve alta de 0,26%, a R$ 42,26.
Os bancos também fora a ser alvo de venda. Itaú Unibanco PN desvalorizava 2,0%, a R$ 36,15, e Bradesco PN recuava 1,60%, a R$ 31,25. Entre as siderúrgicas, Usiminas PNA ganhava 1,47%, a R$ 49,37, mas Gerdau PN perdia 0,97%, a R$ 25,35.

De volta à Bovespa o setor elétrico segue em destaque mesmo depois da negativa do governo quanto à renovação de concessões via Medida Provisória. Há pouco, Cesp PNB apontava alta de 3,39%, a R$ 23,47. Na máxima o papel bateu R$ 25,45. Tal medida, se aprovada, beneficiaria em especial a Cesp, que poderia retomar seu plano de privatização.
Ainda no setor, Eletrobrás ON tinha acréscimo de 4,11%, a R$ 40,19, entre os cinco maiores volumes do dia. Eletrobrás PNB ganhava 2,71%, a R$ 34,41. Vale lembrar que apenas os investidores com posição na empresa na data de hoje terão direito ao recebimento da reserva especial de dividendos.

De volta à ponta de venda, TAM PN caía 2,57%, a R$ 34,85, TIM Part PN recuava 2,37%, a R$ 4,94, e Telemar PN apontava baixa de 1,87%, a R$ 33,57.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host