UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 16h33

Carteira da Brascan tem apostas em Vale, AmBev e MRV em fevereiro

SÃO PAULO - A Brascan Corretora apresentou hoje sua carteira recomendada para o mês de fevereiro, período visto como especialmente importante para o mercado de renda variável, em função da nova safra de balanços no Brasil e no exterior.

De acordo com a corretora, que o Brasil deve apresentar forte crescimento em 2010 é um tópico menos relevante, já que há algum tempo é possível vislumbrar boas perspectivas para o consumo doméstico. "A maior questão, em nossa opinião, passa a ser que empresas terão maior capacidade de colher os frutos deste ambiente, digamos, mais promissor", ressaltou a Brascan em comunicado.

Para os analistas da corretora, setores como construção civil, energia elétrica, alimentos e infraestrutura apresentam as melhores oportunidades, além de possuírem, em algum grau, menores riscos sistêmicos.

Partindo de tal premissa a carteira reúne 10 papéis. Vale PNA, Usiminas PNA, CPFL Energia ON, Cemig ON, MRV ON e Rossi ON todos com peso recomendado de 10%. AES Tiête PN e AmBev PN têm peso de 15% cada. E completando, Marcopolo PN e Totvs ON com participação de 5% cada.

Para efeito de comparação, a carteira de janeiro era composta por Vale PNA, Usiminas PNA, Brasil Telecom PN, CPFL ON, Cemig PN, AmBev PN, Marfrig ON, Rossi ON e MRV ON e Marcopolo PN.

Tal carteira fechou o primeiro mes do ano com baixa de 1,4%, enquanto o Ibovespa perdeu 4,65%. Em janeiro, o destaque ficou com a ação ON da Marfrig, que saltou 17,7%, mas Brasil Telecom PN prejudicou o desempenho ao afundar 21,9%.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host