UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 12h45

Centrais sindicais prometem mobilização por jornada de trabalho menor

SÃO PAULO - As principais centrais sindicais do país prometem levar cerca de mil pessoas ao Congresso Nacional amanhã, na volta dos trabalhos legislativos na Casa, para pressionar os parlamentares a aprovarem a redução da jornada de trabalho.

"Vamos intensificar a luta pela aprovação da PEC 231/95, que reduz a jornada semanal de trabalho para 40 horas", informou em nota o presidente da Força Sindical, deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho. Os sindicalistas vão se reunir, às 14 horas, no Salão Verde da Câmara dos Deputados.

A proposta, de autoria do senador Paulo Paim (PT-RS) e do deputado Inácio Arruda (PCdoB-CE), passou por todas as comissões e está pronta para entrar na pauta do plenário da Câmara. No entanto, o projeto divide empresários e sindicalistas quanto a sua eficácia. Enquanto as centrais sindicais afirmam que a redução da jornada de trabalho criaria 2 milhões de empregos diretos, os representantes garantem que a geração de novos postos de trabalho depende de investimentos na produção e crescimento econômico. No fim do ano passado, Paulinho chegou a admitir a possibilidade de negociar a desoneração da folha de pagamento e o valor pago pelas horas extras em troca da aprovação da matéria. Neste contexto, a PEC também seria implementada de forma gradual.

(Fernando Taquari | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host