UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 15h56

Obama divulga orçamento de US$ 3,8 tri para 2011, com foco em emprego

SÃO PAULO - O presidente Barack Obama enviou hoje ao Congresso americano uma proposta de US$ 3,8 trilhões para o orçamento do ano fiscal de 2011, que começa em 1º de outubro de 2010. Entre as prioridades está a geração de empregos, para a qual o governo deve destinar cerca de US$ 100 bilhões em estímulos adicionais.

"Até que as nossas empresas estejam contratando mais e empregos estejam sendo criados para repor aqueles que perdemos, até que a América esteja de volta ao trabalho, o meu governo não vai descansar enquanto a recuperação não for concluída", declarou Obama em sua mensagem ao Congresso.

Além disso, o orçamento do próximo ano prevê o aumento de impostos dos mais ricos como forma de reduzir o déficit recorde de US$ 1,6 trilhão que deverá ser registrado em 2010. Para 2011, a previsão é de novo déficit, da ordem de US$ 1,3 trilhão.

Nesse sentido, Obama deverá elevar os impostos para os americanos que ganham acima de US$ 250 mil por ano, que haviam sido beneficiados por uma redução de taxas no governo do ex-presidente George W. Bush.

O orçamento prevê ainda o congelamento, por três anos, das despesas do governo com saúde e seguro social. A proposta de Obama também contempla redução no orçamento para os departamentos de Agricultura, Comércio, Saúde e Serviços Sociais, entre outros.

Em sua declaração hoje, na Casa Branca, Obama pediu aos democratas e republicanos no Congresso para "darem uma olhada" nas propostas de despesas e cortar ineficiências.

As projeções feitas pelo governo americano indicam que a economia crescerá 2,7% este ano e 3,8% em 2011. A taxa de desemprego fechará o ano em 10%, caindo para 9,2% no próximo ano, e para 6% em 2015. Já a inflação deverá ficar em 1,9% em 2010 e 1,5% em 2011.

(Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host