UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/02/2010 - 14h42

Preço do petróleo recua, mas barril segue acima dos US$ 101

SÃO PAULO - Após a disparada de preços iniciada na semana passada por conta da onda de protestos no Egito, os contratos futuros de petróleo são negociados com desvalorização na tarde desta terça-feira. Embora as tensões no país, tomado por manifestos contra o ditador Hosni Mubarak, continuem no foco do mercado, o temor em torno da oferta de petróleo parece ter aliviado.

Em Londres, o preço do barril do Brent continua acima do patamar de US$ 101. Há pouco, os contratos com vencimento em março estavam estáveis, negociados a US$ 101,1. Já o contrato de abril valia US$ 101,13, com perda de US$ 0,03.

Na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês), o contrato do WTI para março recuava US$ 0,20, negociado a US$ 91,36 o barril. O vencimento de abril era cotado a US$ 93,75, com queda de US$ 0,52.

Apesar da crise política, o Canal de Suez, importante ponto de distribuição do produto extraído no Oriente Médio para os países do Ocidente, continua aberto para navios.

Mais cedo, o Fundo Monetário Internacional (FMI) se mostrou disposto a ajudar o Egito a reconstruir sua economia. De acordo com o diretor-geral da instituição, Dominique Strauss-Kahn, o FMI está pronto para auxiliar no desenvolvimento de políticas que possam ser aplicadas no país.

(Ana Luísa Westphalen | Valor, com agências internacionais)
Hospedagem: UOL Host