UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 17h17

Expectativa de ajuda à Grécia mantém Bovespa em alta

SÃO PAULO - Conforme cresce a expectativa de que a Grécia terá ajuda de seus pares europeus, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caminha para registrar seu melhor pregão desde outubro do ano passado.

Faltando cerca de uma hora para o encerramento dos negócios, o Ibovespa marcava alta de 2,59%, aos 64.785 pontos, com giro de R$ 6,46 bilhões. Na máxima o índice bateu 65.525 pontos.

O dia já começou com tom mais positivo em função das expectativas envolvendo um apoio à Grécia e outros países da região que enfrentam problemas fiscais, e as compras se aceleraram agora à tarde conforme começaram a sair notícias sobre um possível plano de ajuda aos países europeus. O Financial Times Deutschland apontou que o governo alemão está trabalhando para formar um pacote de resgate ao país.
As mesmas notícias impulsionam as compras em Wall Street, onde o Dow Jones apontava alta de 1,87%, enquanto o S & P 500 e o Nasdaq subiam 1,56% e 1,36%, respectivamente.

Dentro do Ibovespa, as compras continuam generalizadas, com apenas 3 dos 63 ativos listados oscilando em baixa. Concentrando o volume, Vale PNA liderava o volume, avançando 2,42%, a R$ 42,25, e Petrobras PN ganhava 2,04%, saindo a R$ 32,39. OGX Petróleo, que ficou de fora da retomada de ontem, subia 1,19%, a R$ 17,81.

Entre os bancos, Itaú Unibanco PN tinha alta de 4,61%, a R$ 36,30, e o terceiro maior volume do dia. A instituição apresentou lucro líquido de R$ 3,213 bilhões para o quarto trimestre de 2008, 71% mais que o observado um ano antes.
Banco do Brasil ON se valorizava 5,48%, a R$ 29,80, maior alta do índice. O Banco Central (BC) autorizou o reconhecimento de captações como capital de referência, o que aumenta o índice de Basileia da instituição, que pode se alavancar mais.

Firmando alta, depois de perdas de manhã e agora à tarde, a ação ON da Gafisa subia 2,72%, a R$ 24,85. A companhia anunciou oferta primária de R$ 900 milhões a R$ 1,1 bilhão. Ontem, a incorporadora reportou lucro de R$ 55,321 milhões para o quarto trimestre de 2009, aumento de 330,7% sobre os R$ 12,844 milhões apurados no mesmo trimestre do ano anterior.

Fora da festa, apenas Souza Cruz ON, que perdia 1,46%, a R$ 62,49, ALL Logística unit, com baixa de 0,85%, a R$ 15,02, e Natura ON, que recuava 0,44%, a R$ 33,35.
Destaque de alta também para Gol PN, que se valorizava 5,36%, a R$ 24,55. Lojas Americanas PN ganhava 5,29%, a R$ 12,92, e Klabin PN subia 5,18%, a R$ 4,87.

Fora do índice, Telebrás segue como destaque de volume, mas acentua as perdas, afundando 17,72%, a R$ 2,46, com R$ 278 milhões negociados.

Hotéis Othon PN saltava 30%, a R$ 1,69. Ontem, a companhia disse à bolsa que não sabe o motivo das movimentações atípicas com os seus papéis. Ainda na chamada quinta linha, alta de 25% para Teka PN, que valia R$ 0,55.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host