UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

09/02/2010 - 17h33

Serra se irrita e acusa TV Brasil de parcialidade na cobertura

SÃO PAULO - O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), acusou a TV Brasil, ligada ao governo federal, de parcialidade na cobertura de notícias.

A insinuação teve como origem uma pergunta da repórter da emissora sobre o rompimento de uma adutora da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) no domingo, que interrompeu o fornecimento de água para 750 mil pessoas. "A Sabesp está fazendo o possível para arrumar isso. Espero que a TV Brasil tenha o mesmo interesse com cada estado e município", disse Serra depois de anunciar a proposta de reajuste do piso salarial regional. Questionado se sente perseguido pela emissora, o tucano negou. "De forma nenhuma. Pelo contrário. É um interesse grande demais que eu gostaria que fosse disseminado por todo lado. Espero que essa disseminação seja total, não sempre parcial como tem sido", disparou.

Embora não tenha assumido, Serra é considerado como o pré-candidato do PSDB ao Palácio do Planalto. Deve disputar a Presidência com a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff. A TV Brasil é uma emissora pública que faz parte da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), lançada pelo governo federal em outubro de 2007.

A adutora da Sabesp que rompeu leva água para os bairros do Butantã, Morumbi, Vila Sônia, Pirajussara, Taboão da Serra, Raposo Tavares, Jardim Campestre, Embu Santo Eduardo, Embu Vista Alegre, Embu Centro, Granja Viana, Campo Belo, Americanópolis e Interlagos.

(Fernando Taquari | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host