UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

10/02/2010 - 09h32

Venezuela dá incentivo para economizar energia

SÃO PAULO - O governo venezuelano, que declarou na segunda-feira estado de emergência elétrica, lançou um plano de economia de eletricidade que contempla desde sanções até incentivos nas contas, tanto para clientes residenciais como comerciais e industriais.

O presidente Hugo Chávez anunciou uma redução de até 50% da conta para clientes residenciais que diminuam o consumo em 20%, e uma cobrança extra de até 200% para quem elevar o consumo também em 20%.

O estado de emergência vai se estender por 60 dias e poderá ser prorrogado. Chávez fez o anúncio em cadeia nacional, horas depois de declarar a " emergência elétrica " . A falta de chuva causou uma forte queda no nível do reservatório da maior hidrelétrica do país e levou o governo a racionar a distribuição de energia, o que tem afetado a popularidade do presidente.

O racionamento, que também afeta a distribuição de água, prejudica o governo a sete meses das eleições legislativas de setembro, em que Chávez pretende manter a maioria da Assembleia Nacional para continuar as reformas de seu projeto socialista.

O governo afirma que a grave situação se deve a uma prolongada seca que esvaziou a gigantesca represa de El Guro, responsável por 70% da geração elétrica do país, e também devido ao aumento da demanda em consequência da expansão econômica até 2008.

Mas a oposição e especialistas afirmam que a crise se deve a anos sem investimentos no setor e à falta de preparação para enfrentar o crescimento do consumo.

" Se você baixar o consumo entre 10% e 20%, receberá um desconto de 25%. Se a redução chegar a 20% ou mais, o desconto é de 50% " , explicou o presidente, segundo um comunicado.

Chávez acrescentou que se, ao contrário, houver um aumento do consumo, serão aplicadas sanções. Para quem aumentar 10%, haverá uma cobrança extra de 100%, e, para quem superar os 20%, o aumento será de 200%. Para os setores comercial e industrial, Chávez anunciou que a redução do consumo deve ser de 20% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

(Valor Econômico)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host