UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 15h08

Ação da Vale recupera perdas e ajuda Bovespa a subir 0,81%

SÃO PAULO - Acompanhando a melhora de humor no mercado externo e recuperação das ações da Vale, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) volta a oscilar em alta nesta quinta-feira. Por volta das 15 horas, o Ibovespa apontava valorização de 0,81%, aos 65.575 pontos, com giro de R$ 3,97 bilhões.

Em Wall Street, depois de um período de indefinição, os agentes resolveram dar ordens de compra, o que resulta em um alta de 0,89%, para o Dow Jones. O S & P 500 e o Nasdaq avançavam 0,70% e 1,03%, respectivamente.

Parece que houve uma releitura dos dados semanais de emprego, que mostraram forte queda nos pedidos de auxílio desemprego. A primeira leitura foi um tanto cautelosa, pois sinais de melhora da economia podem servir de gatilho a apertos monetários. Agora, parece que prevalece a ideia de recuperação da economia.

Os agentes também resolveram dar mais crédito ao plano de resgate que está em gestão para ajudar a Grécia a enfrentar seus problemas fiscais. O presidente da União Europeia, o belga Herman van Rompuy, disse que foi alcançado um acordo. Agora faltam os detalhes.

No câmbio, os agentes ainda não mudaram a mão. A moeda segue em alta, mas já opera longe das máximas do dia. Há pouco, o dólar comercial ganhava 0,37%, a R$ 1,856 na venda.

Dentro do Ibovespa, Vale PNA ensaia recuperação depois de cair mais de 3% pela manhã. Há pouco, o papel subia 0,11%, a R$ 42,25, mais firme, o ativo ON se valorizava 0,65%, a R$ 48,87.
Na noite da quarta-feira, a mineradora reportou lucro líquido de R$ 2,629 bilhões para o quarto trimestre de 2009, uma queda de 12,54% sobre o terceiro trimestre, mas um crescimento de 7,7% sobre igual período de 2008. Já em todo o ano de 2009, a Vale embolsou R$ 10,249 bilhões, menos da metade do resultado de 2008, que fora de R$ 21,279 bilhões.

Contribuindo para os ganhos, Petrobras PN avançava 1,65%, a R$ 33,18. A estatal anunciou nova descoberta da Bacia de Campos e estima volume de óleo recuperável de 25 milhões de barris. Segundo a companhia, como no local já existe infraestrutura de produção, o poço irá iniciar a produção ainda este ano.

Também entre os mais negociados, mas com sinal negativo, OGX Petróleo caía 0,05%, a R$ 17,54, mas CSN ON tinha valorização de 2,12%, a R$ 57,60. Entre os bancos, Bradesco PN subia 1,49%, a R$ 31,84.

Puxando as perdas, Cosan ON caía 2,33%, a R$ 24,22, Cesp PNB recuava 1,90%, a R$ 23,64, e Net PN perdia 1,08%, a R$ 21,90.

Destaque de alta para a ação ON da Fibria, que avançava 3,66%, a R$ 36,41. Metalurgica Gerdau PN também subia mais de 3%, enquanto Gerdau PN subia 2,84%, a R$ 25,71.

Fora do índice, Telebrás ON perde valor, com giro de R$ 67 milhões, baixo se comparado aos últimos dias. O ativo caía 7,05%, a R$ 2,37. Já Petróleo Manguinhos ON saltava 23,95%, a R$ 1,19.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host