UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 18h53

Arruda pede licença do cargo após ter prisão decretada

BRASÍLIA e SÃO PAULO - O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), pediu à Câmara Legislativa o seu afastamento do cargo pelo tempo que durar as investigações sobre a operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, que apura o suposto pagamento de propina para parlamentares distritais.

De acordo com as investigações, Arruda seria o chefe do esquema de corrupção. O governador informou que o vice, Paulo Octávio (DEM), assume o cargo.

A decisão com o pedido de licença veio depois que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decretou, por 12 votos a 2, a prisão preventiva de Arruda.

A assessoria de imprensa de Paulo Octávio disse que o vice só irá se pronunciar após analisar como ficará a sua situação.

O DEM, por sua vez, pediu aos seus filiados que deixem imediatamente os cargos no governo. "A eventual inobservância da determinação sujeitará o filiado às sanções disciplinares previstas no Estatuto do partido", determinou o partido
(Azelma Rodrigues e Fernando Taquari | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host