UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 13h37

Bovespa opera estável e dólar sobe a R$ 1,858

SÃO PAULO - Repetindo o pregão de ontem, a instabilidade pauta a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que começou o dia em alta, caiu e agora ensaia uma retomada. Por volta das 13h30, o Ibovespa ganhava 0,02%, a 65.066 pontos, com giro de R$ 2,79 bilhões.

Para o analista da Corretora Geral, Ivanor Torres, tanto o campo externo quanto o doméstico contribuem para a indefinição do dia.

Em Wall Street, o pregão que tinha ares de alta começou de forma negativa, com os índices apontando para baixo. Mas há pouco, Dow Jones ensaiava recuperação também com leve alta de 0,02%.

Segundo Torres, os dados semanais de emprego surpreenderam para cima, o que acabou reavivando a preocupação com as mudanças de política monetária nos EUA, ainda mais depois que a retirada de estímulos foi abordada pelo presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke, em discurso divulgado ontem.

Fora isso, a melhora do emprego teve reflexos sobre câmbio e commodities, ao fortalecer o dólar e tirar forças das matérias-primas. Por aqui, o dólar comercial que operava próximo da estabilidade firmou alta e, há pouco, subia 0,48%, a R$ 1,858 na venda.

Ainda no front externo, o presidente da União Europeia, o belga Herman van Rompuy, disse que foi alcançado um acordo para ajudar a Grécia a sair da crise de endividamento. A expectativa agora é para o detalhamento do acordo, que será divulgado depois do encontro de cúpula dos 27 chefes de Estado e de governo do bloco econômico.

Pelo lado doméstico, diz o especialista, o que soma pressão de baixa ao Ibovespa são as ações da Vale, que reagem ao desempenho trimestral da companhia. Na noite da quarta-feira, a mineradora reportou lucro líquido de R$ 2,629 bilhões para o quarto trimestre de 2009, uma queda de 12,54% sobre o terceiro trimestre, mas um crescimento de 7,7% sobre igual período de 2008. Já em todo o ano de 2009, a Vale embolsou R$ 10,249 bilhões, menos da metade do resultado de 2008, que fora de R$ 21,279 bilhões. Para o analista, os resultados foram fracos e as perspectivas para 2010 não são muito boas. Há pouco, o papel PNA liderava o volume, caindo 1,44%, a R$ 41,59, e o ON recuava 1,54%, a R$ 47,80. Equilibrando o peso negativo da Vale, Petrobras PN avançava 0,85%, a R$ 33,92. A estatal anunciou nova descoberta da Bacia de Campos. A estatal estima volume de óleo recuperável de 25 milhões de barris. Segundo a companhia, como no local já existe infraestrutura de produção, o poço irá iniciar a produção ainda este ano.

Ainda entre os maiores volumes, CSN ON subia 0,81%, a R$ 56,86, Bando do Brasil ON aumentava 0,39%, a R$ 30,52, e Gerdau PN se valorizava 1,12%, a R$ 25,28.

De volta à ponta de venda, Cosan ON caía 3,02%, a R$ 24,05, Cesp PNB desvalorizava 2,69%, a R$ 23,45, e Net PN perdia 2,34%, a R$ 21,62.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host