UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 17h50

Cautela prevalece no mercado e dólar fecha estável

SÃO PAULO - Em mais uma sessão de postura cautelosa por parte dos investidores, o dólar apresentou volatilidade ao longo dos negócios e fechou praticamente estável. Desta vez, o foco ficou no detalhamento do acordo feito pela União Europeia para socorrer a Grécia, ainda não divulgado, e na ausência de operações no início da próxima semana em razão do feriado de carnaval.

Com mínima de R$ 1,843 e máxima de R$ 1864, a moeda americana encerrou o dia com leve valorização de 0,05%, cotada a R$ 1,848 na compra e a R$ 1,850 na venda. Na quarta-feira, a moeda havia subido 0,10%, para R$ 1,849.

Na semana, o dólar comercial acumula baixa de 2,17% e, no mês, de 1,86%. No ano, a divisa segue em alta, de 6,14%.

Na roda de "pronto" da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), o dólar subiu 0,16%, para R$ 1,8520. O volume despencou de US$ 44,5 milhões, na quarta-feira, para US$ 10,75 milhões hoje. Já os negócios no interbancário subiram de US$ 1,3 bilhão para US$ 2,8 bilhões, no mesmo período.

No leilão de compra de dólar no mercado à vista, realizado pelo Banco Central (BC), a taxa de corte correspondeu a R$ 1,8580.

A Europa concentrou as atenções do mercado pelo anúncio feito pelo presidente da União Europeia (UE), o belga Herman Van Rompuy, de que um acordo foi alcançado para socorrer a Grécia a sair da crise do endividamento. O detalhamento do acordo, entretanto, não foi divulgado, o que deixou os investidores sob tensão.

Nos Estados Unidos, o Departamento do Trabalho informou que os novos pedidos de seguro-desemprego caíram em 43 mil na semana passada ante a anterior, de 483 mil para 440 mil, o que animou os agentes.

"Sem uma decisão acertada na Europa, o mercado começou a trabalhar com aversão a risco, com medo de que a crise volte e contamine outros países. O cenário nos Estados Unidos também não está tão bom, então o mercado está muito suscetível a se resguardar, já que as perdas foram grandes no último ano", afirmou o gerente de câmbio da Treviso Corretora de Câmbio, Reginaldo Galhardo.

"O pessoal está cauteloso, ainda mais em meio ao feriado de carnaval, e procura se proteger, zerar posições, fazer um hedge natural", complementou.

Amanhã, destaque para a agenda externa, com a divulgação do PIB da zona do euro referente ao quarto trimestre de 2009.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host