UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 13h57

International Paper adia decisão sobre projeto em Três Lagoas

SÃO PAULO - À espera de um cenário mais claro sobre os rumos do mercado, a International Paper resolveu postergar a decisão sobre a construção de uma segunda linha para produção de papel em sua unidade de Três Lagoas, no Mato Grasso do Sul.

A decisão deveria ser tomada até o dia 31 de janeiro, mas uma renegociação de prazo com a Fibria - que fornecerá a celulose para a futura instalação - deu mais dois anos para a International Paper definir se levará o projeto a cabo.

Hoje, o presidente da empresa para a América Latina, Jean-Michel Ribieras, afirmou que a decisão poderá ser tomada até o final deste ano, apesar do prazo mais longo acordado.

A empresa ainda precisa concluir os estudos de viabilidade do projeto. "Até o final do ano, devemos ter uma posição mais firme", disse.

Assim que a decisão for tomada, o prazo para erguer a unidade é estimado em dois anos. O grupo quer evitar o risco de um excesso de capacidade no mercado internacional do produto, assim como examinar melhor as alternativas tecnológicas para o projeto.

Segundo Nilson Cardoso, diretor-comercial da International Paper, a companhia busca o momento mais apropriado para lançar o projeto, em um período em que as perspectivas de consumo estão sendo revistas.

Durante entrevista coletiva à imprensa, Ribieras informou também que a empresa estuda qual a melhor oportunidade para ingressar no mercado brasileiro de embalagem. De acordo com o executivo, as alternativas que surgem são a aquisição de algum concorrente ou construir uma fábrica "do zero". No entanto, o executivo ponderou que, no segundo caso, será preciso conhecer bem o mercado para saber qual sua capacidade de absorção de um novo player.

(Eduardo Laguna | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host