UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

11/02/2010 - 09h08

Reunião emergencial servirá para convencer Alemanha a apoiar a Grécia

BRUXELAS - Uma minirreunião de emergência está programada para hoje cedo, em Bruxelas, entre o presidente da União Europeia, Herman van Rompuy, o presidente francês Nicolas Sarkozy, a chanceler alemã Angela Merkel e o primeiro-ministro grego George Papandreou. O objetivo é tentar quebrar a resistência da Alemanha a apoiar o plano de socorro para a Grécia e evitar um colapso do euro.

O problema é que Angela Merkel enfrenta dificuldades dentro de sua coalizão e na população alemã para apoiar o plano de socorro, como o jornal Valor publicou hoje. Os alemães, mas também várias outras autoridades, incluindo o Banco Central Europeu (BCE), desconfiam da real capacidade de Atenas de cumprir o plano de ajuste para reduzir o déficit público de 13% do PIB para apenas 3% em 2012.

As especulações dão conta de um provável pacote em torno de 25 bilhões de euros, mas essa é a soma do serviço da dívida grega que vence em maio.

Uma opção em Bruxelas seria de a UE antecipar a liberalização de 18 bilhões de euros dos recursos do fundo estrutural para a Grécia.

A expectativa é enorme nos mercados. Um analista disse no Daily Telegraph, de Londres, que haverá "sangue nas paredes" dos bancos se a UE fracassar num plano de socorro para os gregos.

(Assis Moreira | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host