UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/02/2010 - 13h13

Aversão a risco leva dólar a subir pelo 3º dia seguido

SÃO PAULO - À espera de um detalhamento do acordo feito por países europeus para socorrer a Grécia e tendo em vista novas medidas restritivas anunciadas pela China, o movimento de aversão a risco prevalece no mercado e a moeda americana ganha força no cenário externo e também no doméstico.

O banco central da China informou que irá ampliar a taxa do depósito compulsório em 0,5 ponto percentual a partir do dia 25 deste mês. É a segunda vez neste ano que a autoridade monetária toma essa decisão.

No continente europeu, a Eurostat, órgão oficial de estatísticas da União Europeia, informou que o Produto Interno Bruto (PIB) dos 16 países da zona do euro cresceu 0,1% do terceiro para o quarto trimestre de 2009. Na comparação com o mesmo período de 2008, foi registrada queda de 2,1%. Em 2009 como um todo, o PIB da região teve contração de 4%.

Em alta ao longo de toda manhã, o dólar comercial subia, há pouco, 0,86%, cotado a R$ 1,864 na compra e a R$ 1,866 na venda. Na máxima do dia, a moeda, que também se apreciava em relação ao euro, chegou a atingir a máxima de R$ 1,874 no dia.

Na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), o dólar com vencimento em março aumentava 1,08%, a R$ 1,8675. A divisa se valorizou nas duas últimas sessões, mas, até ontem, acumulava baixa de 2,17% na semana.

O Banco Central (BC) já realizou sua atuação diária no câmbio, comprando moeda americana em leilão no mercado à vista. A taxa aceita ficou em R$ 1,8590.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host