UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

12/02/2010 - 12h29

Bernardo diz que cabe ao PMDB decidir vice em eventual chapa com Dilma

RIO - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou que caberá ao PMDB decidir se o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, poderá ser candidato a vice-presidente em uma eventual chapa com a ministra Dilma Rousseff, chefe da Casa Civil, à sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

" É difícil dar qualquer palpite porque quem decide, em última instância, é o PMDB. Ele não vai ser candidato a governador (de Goiás) e me disse que não vai ser candidato ao Senado " , frisou Bernardo, que participou de encontro com o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, para discutir a cessão de imóveis e áreas do governo federal na área portuária para o projeto de revitalização que a prefeitura quer realizar na região.

Bernardo frisou que Lula prefere que Meirelles fique no comando do BC até o fim do atual governo, em dezembro. O ministro minimizou ainda os efeitos do aumento do auxílio-alimentação dos servidores federais, que passou para R$ 304 por mês, sobre as contas do governo.

" Os gastos estão sob controle, não temos nenhum problema. O que fizemos com o auxílio-alimentação foi atualizar. Esse assunto não foi resolvido em anos anteriores e havia uma defasagem " , ponderou. " Os servidores já estavam debochando, dizendo que era um auxílio-coxinha " , brincou.

(Rafael Rosas | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host