UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/02/2010 - 14h27

BR Properties detalha oferta de ações de até R$ 1,7 bilhão

SÃO PAULO - A BR Properties, que atua no setor imobiliário comercial, apresentou os termos de uma oferta primária e secundária de ações, que pode passar de R$ 1,7 bilhão. O varejo foi convidado a participar com investimento mínimo de R$ 3 mil.

Pelo cronograma estimado da oferta, os pedidos de reserva poderão ser efetuados entre os dias 24 de fevereiro e 3 de março. O preço por papel será fixado no dia 4 e os ativos estão disponíveis à negociação no dia 8 de março.

Pelos termos da oferta serão vendidas inicialmente 71,876 milhões de ações, sendo 57,5 milhões em oferta primária e 14,376 milhões de papéis de titularidade dos acionistas vendedores.

A estimativa de preço sugere que as ações devem ser precificadas entre R$ 14,00 e R$ 18,00, mas vale lembrar que o preço pode ser fixado fora dessa faixa. Considerando o teto da previsão, a oferta movimentará R$ 1,29 bilhão. Mas a cifra pode passar de R$ 1,7 bilhão, caso sejam colocados integralmente o lote suplementar e adicional.

Com os recursos obtidos na oferta primária, a BR Properties pretende comprar imóveis comerciais e/ou empresas para seu portfólio. "Estamos em negociações avançadas para aquisição de diversos imóveis, entretanto, ainda não temos uma posição definida sobre quais ativos de fato iremos adquirir e nem quanto tempo tais negociações levarão para serem finalizadas", disse a companhia no prospecto. Já os acionistas vendedores podem dividir mais de R$ 250 milhões obtidos com a venda de suas ações. Esse grupo é formado por uma série de fundos da GP Investments, Lehman Brothers, Joseph Safra, Grupo Tudor, Grupo William Pears, Dynamo, Etoile, Orsay, UBS, Osprey entre outros. O fundo soberano de Cingapura, o Temasek, também vende ações indiretamente na oferta. Completando o grupo de vendedores estão Cláudio Bruni, diretor-presidente, e João Roberto Marinho e José Roberto Marinho.

Considerando apenas a colocação inicial, a companhia apresentará um volume de ações em circulçaão no mercado de 51,6% do capital. Já se as ações do lote suplementar e adicional forem colocadas, o free float vai a 65,6%.

Tomando como base a faixa estimativa de preço por ação, o valor de mercado da empresa vai de R$ 2 bilhões a R$ 2,5 bilhões, sem considerar lotes suplementar e adicional.

A companhia que compra, vende, aluga e administra imóveis comerciais, como prédios de escritório e galpões, fechou 2009 com lucro líquido e R$ 29 milhões, revertendo prejuízo de R$ 1,5 milhão registrado um ano antes. E a receita líquida somou R$ 117 milhões no ano passado, avançando 35% sobre 2008. A BR Properties começou a atuar em abril de 2007 e atualmente possui 46 imóveis, localizados principalmente nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte, que em conjunto totalizam 646.055 metros quadrados de Área Bruta Locável (ABL).

A BR Properties é registrada como companhia aberta desde 4 de janeiro de 2006, mas desde então não há negociação de suas ações, que estão listadas sob o código BRPR3.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host