UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

17/02/2010 - 14h00

Estrangeiro leva 46,8% da oferta da PDG Realty; fundos ficam com 43%

SÃO PAULO - A oferta secundária de ações da PDG Realty movimentou R$ 1,618 bilhão, segundo o aviso de encerramento da operação divulgado pela companhia.

Ao todo, foram vendidas 111.647.687 ações ordinárias, ao preço de R$ 14,50 cada. O montante já inclui a colocação integral do lote suplementar de 15% da oferta, o equivalente a 14.562.741 ações.

Os investidores estrangeiros ficaram com 52,218 milhões de ações, ou 46,8% do total da oferta. Fundos de investimento responderam por 48,052 milhões, ou 43,0%. A operação contou ainda com a participação de 2.802 pessoas físicas, que levaram 9,937 milhões de papéis, ou 8,9% do total.

Os papéis pertenciam ao Fundo de Investimento em Participações (FIP) PDG I, que se desfez de toda a fatia de 28,64% que possuía na companhia.

O FIP PDG I é controlado por outro fundo, o FIC PCP, que reúne os investimentos de um grupo de ex-sócios do banco Banco Pactual, sob a gestão de Gilberto Sayão.

O fundo vendedor (FIP PDG I) está em fase de desinvestimento, após a venda do UBS Pactual para a BTG, comandada por André Esteves, ex-sócio de Sayão no Pactual.

A operação foi coordenada pelo Credit Suisse (líder), BTG Pactual, Itaú BBA, Goldman Sachs, Santander e Bradesco BBI.

(Téo Takar | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host