UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/02/2010 - 13h05

Atividade econômica do Brasil em 2009 cai 0,1%, diz Serasa

SÃO PAULO - O país encerrou o ano passado com uma queda no ritmo da atividade econômica de 0,1%, segundo pesquisa da Serasa Experian.

Sob a ótica da demanda agregada, esta retração se deve ao recuo de 11,9% nas importações de bens e serviços, de 9,5% na formação bruta de capital fixo (investimentos) e de 10,4% das exportações. Por outro lado, o consumo das famílias e o do governo aumentaram 3,9% e 3,2%, respectivamente. Já do ponto de vista da oferta agregada, pesaram sobre a atividade econômica as quedas de 6,1% na produção agropecuária e de 5,3% na indústria. Na contramão dos resultados, o setor de serviços teve alta de 2,7%.

Analisando separadamente o mês de dezembro, verifica-se uma alta de 7,6% contra igual mês do ano anterior, impulsionada por uma alta de 21,1% na formação bruta de capital fixo e de 9,2% no consumo das famílias, sob o prisma da demanda.

Considerando-se a oferta, o destaque foi a indústria, com um crescimento de 14,4%. Já serviços teve aumento de 6%, ao passo que agropecuária caiu 8,6%. Por sua vez, na comparação com o mês anterior, em dezembro, a atividade econômica acelerou 1,3%, em uma base ajustada sazonalmente. Do lado da demanda, destacaram-se o consumo das famílias, a formação bruta de capital fixo, com 5,9%, as exportações, com 7,1%. Sob o prisma da oferta, a indústria cresceu 0,8% e o setor de serviços, 0,7%.

O resultado de dezembro confirma a trajetória de aceleração do crescimento econômico brasileiro ao final do ano de 2009. Em novembro, na comparação mensal, o indicador obteve um acréscimo de 0,6%, e, em outubro, de 0,4%.

(Karin Sato | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host