UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

18/02/2010 - 14h43

PC do B protocola o quinto pedido de impeachment contra Paulo Octávio

SÃO PAULO - O PC do B protocolou hoje na Câmara Legislativa o quinto pedido de impeachment contra o governador interino do Distrito Federal, Paulo Octávio (DEM).

Na ação, o presidente do partido Augusto Madeira alegou que Paulo Octávio estaria impedido de assumir o cargo porque também está envolvido na investigação que apura o suposto pagamento de propina para parlamentares do DF. O esquema de corrupção seria coordenado pelo governador licenciado, José Roberto Arruda (sem partido).

Paulo Octávio se reuniu hoje com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o que reforçou a ideia de que pode renunciar ao cargo de interino a qualquer momento. A informação, no entanto, foi negada pela assessoria de imprensa do governador em exercício, que prometeu ainda divulgar uma nota hoje com o teor da conversa entre Paulo Octávio e Lula.
A Procuradoria da Câmara Legislativa vai ficar encarregada de analisar os processos contra o governador interino, que se aprovados, vão para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.
Hoje, a CCJ aprovou os quatro pedidos de impeachment contra Arruda. Os processos, agora, seguem para uma Comissão Especial que terá prazo de dez dias para decidir se aceita a denúncia. Se isso ocorrer, os pedidos serão votados em plenário.
Em caso de aprovação, Arruda ficará afastado do cargo por 120 dias ao mesmo tempo em que começa o seu processo de cassação por um tribunal formado por cinco parlamentares distritais e cinco desembargadores do Tribunal de Justiça do DF.
Arruda está preso na sede da Superintendência da Polícia Federal desde o dia 11 de fevereiro, data em que anunciou sua licença temporária do cargo de governador do DF.

(Fernando Taquari | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host