UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/02/2010 - 18h34

Grécia e desemprego nos EUA afetam negócios em Wall Street

SÃO PAULO - Os índices acionários de Wall Street vivem uma semana de "gangorra". Hoje foi dia de baixa e os indicadores devolveram parte dos ganhos de ontem. As preocupações quanto à solvência da Grécia e ao ritmo de recuperação da economia americana foram renovadas com as notícias do dia.

Ao fim do pregão, o Dow Jones Industrial perdeu 0,5%, para 10.321,03 pontos. O S & P 500 recuou 0,2%, ficando em 1.102,94 pontos. O Nasdaq fechou em queda de 0,1%, aos 2.234,22 pontos.

Depois de a Standard & Poor´s ter alertado ontem que poderá reduzir o rating soberano da Grécia no próximo mês, hoje foi a vez de a agência de classificação de risco Moody´s divulgar aviso semelhante. A agência disse que também poderá cortar a classificação caso o país não consiga cumprir sua meta de redução do déficit fiscal. A notícia reavivou o temor de que os problemas de solvência possam se espalhar para outros países. No ambiente doméstico, a má notícia foi de que os novos pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos somaram 496 mil na semana terminada no dia 20 deste mês, um aumento de 22 mil. O resultado foi pior do que o esperado pelos analistas e trouxe preocupação quanto ao mercado de trabalho americano e a solidez da retomada da atividade. Pelo lado corporativo, as ações da Coca-Cola registraram a maior queda entre as 30 componentes do índice Dow Jones. Os papéis caíram 3,7% depois de a empresa anunciar acordo para comprar as operações na América do Norte de sua maior engarrafadora (a Coca-Cola Enterprises). Na transação, a Coca-Cola vai assumir US$ 8,8 bilhões em dívidas da engarrafadora. (Paula Cleto | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host