UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/02/2010 - 13h07

Mantega elogia desempenho do Banco do Brasil em 2009

BRASÍLIA - Aumento no crédito com redução de juros foram os fatores principais para o lucro recorde de R$ 10,15 bilhões do Banco do Brasil (BB) em 2009, "o maior lucro do banco e talvez do sistema financeiro nacional", segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega.
"É uma prova de que dá para fazer política anticrise, para aumentar o crédito e estimular a economia, com bom desempenho", comentou.

Mantega chamou os jornalistas para enfatizar que o BB atuou ano passado, ano de crise internacional, obedecendo à determinação do governo em irrigar bancos menores, empresas e consumidores com mais empréstimos, e a juros menores mostrou-se.
"Ao contrário das críticas de que mais crédito com redução de juros poderia prejudicar as contas do banco, isso mostrou-se uma prática consistente. Abre novo paradigma e estimula os bancos privados a emprestar a taxas menores, por causa da concorrência", disse o ministro.
"Eu não estou aqui pregando que bancos tenham lucros elevados, mas dizendo que é possível ter lucro com eficiência e juros menores ao consumidor", continuou.

O ministro ressaltou ainda que a carteira de crédito do BB cresceu 33,8% ante 2008 e subiu para R$ 300 bilhões, lembrou o ministro. O lucro líquido de R$ 10,15 bilhões ficou 15,3% acima do resultado anual anterior e o total de ativos da instituição financeira pública passou a R$ 709 bilhões, com rentabilidade de 30% sobre o Patrimonio Líquido.
Outro destaque foi a liderança nas operações de câmbio, com movimento de US$ 47 bilhões, disse Mantega, que classificou o resultado do BB como "excelente".

(Azelma Rodrigues | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host