UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/02/2010 - 12h25

Otimismo do industrial recua, mas continua acima da média, diz CNI

SÃO PAULO - O otimismo dos empresários da indústria brasileira diminuiu ligeiramente de janeiro para fevereiro, mas ainda permanece elevado, de acordo com pesquisa mensal da Confederação Nacional da Indústria (CNI). Segundo a entidade, isso não configura uma tendência e é normal que a confiança seja maior em janeiro, mês embalado pelas resoluções de Ano Novo.

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI), calculado pela CNI, recuou 0,9 ponto, passando de 68,7 pontos em janeiro para 67,8 em fevereiro. Ainda assim, o índice está 9,2 pontos acima da média histórica, de 58,6 pontos. O indicador vai de 0 a 100 e leituras acima de 50 denotam otimismo. Foram consultadas 1.545 empresas, entre os dias 1 e 24 deste mês.

A diminuição da confiança ocorreu tanto na avaliação da situação atual quanto das perspectivas futuras. O índice sobre as atuais condições da economia caiu de 62,7 para 61,3 pontos na mesma comparação. O indicador referente às expectativas dos empresários para os próximos seis meses baixou de 71,8 para 71 pontos. " A queda no índice das expectativas se deve principalmente às perspectivas para a economia brasileira, cujo índice recuou de 69,5 para 67,9 pontos " , explicou o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa da CNI, Renato da Fonseca, em nota.

Os mais otimistas em fevereiro são os empresários da construção civil, cujo índice marcou 68,1 pontos. O indicador da indústria de transformação caiu 1,3 ponto perante janeiro, para 66,4. (Paula Cleto | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host