UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

25/02/2010 - 18h23

Petróleo tem queda expressiva diante de sinais fracos da economia

SÃO PAULO - A preocupação com o desempenho da economia mundial provocou queda expressiva nos contratos futuros de petróleo nesta quinta-feira.

Investidores analisaram dados fracos da economia americana e acompanharam as notícias sobre o quadro fiscal ruim da Grécia.

Em Nova York, o contrato do petróleo WTI para abril fechou a US$ 78,17 o barril, com baixa de US$ 1,83, ou 2,3%. O ativo para maio perdeu US$ 1,85 e fechou a US$ 78,53. Em Londres, o Brent de abril caiu US$ 1,80, para US$ 76,29, enquanto o vencimento de maio registrou baixa de US$ 1,79, para US$ 76,68.

A Grécia voltou ao foco dos investidores, depois dos alertas emitidos pelas agências de classificação de risco Standard & Poors (S & P), ontem, e Moody ? s, hoje. Elas ameaçaram cortar o rating soberano caso o país não consiga cumprir sua meta de redução do déficit fiscal.

A tensão fez o dólar se valorizar frente ao euro, o que também prejudicou as commodities, visto que as cotações são baseadas na moeda americana.

Entre os indicadores do dia nos EUA, o que causou mais apreensão foi o crescimento de 22 mil pedidos de seguro-desemprego, sinalizando que a recuperação da economia do país permanece lenta. Economia mais fraca implica em menor consumo de combustíveis, explicam os analistas.

A demanda por bens duráveis cresceu 3% em janeiro, melhor leitura desde julho de 2009. A expectativa era de uma alta ao redor de 1,5%. No entanto, grande parte desse crescimento reflete a demanda por aviões comerciais, categoria bastante volátil.

Descontado os bens de transporte da conta, as encomendas caíram 0,6% em janeiro, depois de expansão de 2% em novembro e dezembro de 2009.

(Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host