UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/02/2010 - 17h42

Dólar perde força e volta a se aproximar de R$ 1,80

SÃO PAULO - Com uma queda generalizada ante as outras moedas, o dólar comercial também encerrou os negócios desta sexta-feira enfraquecido em relação ao real, voltando para um patamar próximo de R$ 1,80.

Com mínima de R$ 1,800 e máxima de R$ 1,825, o dólar comercial fechou o dia negociado a R$ 1,805 na compra e a R$ 1,807 na venda, desvalorização de 1,31%.

Na roda de "pronto" da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F), o dólar caiu 1,52%, para R$ 1,8022. O volume subiu de US$ 17,25 milhões, na quinta-feira, para US$ 48,5 milhões hoje. Já os negócios no interbancário aumentaram de US$ 2,2 bilhões para US$ 4 bilhões, no período.

No leilão de compra de dólar no mercado à vista, realizado pelo Banco Central (BC), a taxa de corte correspondeu a R$ 1,8178.

O operador da Finabank, Fábio Gomes de Oliveira, assinala que, num dia fraco de notícias com peso sobre o dólar, o mercado voltou a repercutir a possível revisão no ano que vem da nota atribuída ao Brasil pela Moody's.

"Este movimento deu continuidade no dia de hoje, em que tivemos dados relativamente tranquilos nos Estados Unidos. Também ajudou a notícia do Meirelles (presidente do Banco Central) falando sobre a possibilidade de os juros subirem no curto prazo e dizendo que as eleições não impedirão a alta", afirmou Oliveira.

Henrique Meirelles disse que não é por 2010 ser um ano eleitoral que a autoridade monetária não tomará medidas "antipáticas ou impopulares", como elevar a taxa de juros.

No front doméstico, a sessão contou com a disputa entre comprados e vendidos pela formação da Ptax (média das cotações pondera pelo volume), que liquidará os contratos futuros de março.

"Houve muita posição nas opções com strike de R$ 1,800, então era natural que se tentasse fazer com que a moeda fosse nessa direção", ressaltou o operador.

De segunda a sexta-feira, o dólar subiu em três sessões e acumulou ganho de 0,11% no período, após duas semanas seguidas de queda. Em fevereiro, a moeda acumulou perda de 4,14%, ante alta de 8,15% apurada em janeiro. O dólar não tinha uma baixa tão expressiva para o mês desde setembro de 2009 (-6,24%).

No ano, a moeda segue apreciada em 3,67% em relação ao real.

(Beatriz Cutait | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host