UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

26/02/2010 - 18h56

Petróleo sobe mais de 9% no mês e encosta nos US$ 80 o barril

SÃO PAULO - Os contratos futuros de petróleo recuperaram nesta sexta-feira boa parte das perdas apresentadas ontem e se aproximaram novamente da casa dos US$ 80, ajudados pela desvalorização do dólar frente a outras moedas. Em Nova York, o contrato WTI para abril subiu US$ 1,49, ou 1,9%, para US$ 79,66 o barril, enquanto o vencimento de maio ganhou US$ 1,48, para US$ 80,01. Na semana, o WTI acumulou perda de 0,5%. No mês, entretanto, a alta chegou a 9,3%.

Em Londres, o Brent de abril terminou cotado a US$ 77,59, com avanço de US$ 1,30, enquanto o de maio ganhou US$ 1,29, para US$ 77,97.

O humor dos investidores melhorou nesta sexta-feira, após indicadores positivos no Japão e no Reino Unido, além da revisão do PIB dos EUA para cima. O dólar se desvalorizou frente ao euro, o que acabou por favorecer a cotação das commodities.

Entre os indicadores positivos do dia, o PIB dos EUA foi revisado no quarto trimestre para 5,9%. Inicialmente, o governo havia previsto crescimento de 5,7% no período. Entre julho e setembro de 2009, a economia americana avançou 2,2%.

Logo cedo, o mercado recebeu o dado sobre a produção industrial do Japão, que subiu acima do esperado, com alta 2,5% em janeiro em relação a dezembro.

Outro dado positivo foi o PIB do Reino Unido, que cresceu 0,3% no quarto trimestre, mais do que o 0,1% previsto inicialmente. A revisão para cima foi impulsionada por dados atualizados para serviços e produção.

(Téo Takar | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host