UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/03/2010 - 11h39

Bovespa sobe e tenta retomar os 67 mil pontos; dólar recua a R$ 1,801

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a semana com valorização, refletindo a sinalização proveniente do mercado externo. Por volta das 11h40, o Ibovespa se valorizava 0,66%, aos 66.940 pontos, com giro de R$ 491 milhões.

Em Wall Street, os índices também começam o dia em alta. O Dow Jones subia 0,46%, enquanto o Nasdaq avançava 0,65%. Na agenda do dia, o gasto do americano subiu 0,5% em janeiro, pouco acima do esperado, enquanto a renda avançou 0,1%, abaixo do previsto. Logo mais, serão apresentados o gasto com construção e o índice de atividade na indústria.

No mercado de câmbio, o dólar inverteu o movimento de alta registrado no começo do pregão e voltou a perder valor. No entanto, encontra dificuldade em romper a linha de R$ 1,80. Há pouco, a moeda era negociada a R$ 1,801 na venda, queda de 0,33%.

De volta à Bovespa, os carros-chefe davam sustentação ao índice. Vale PNA tinha acréscimo de 0,67%, a R$ 44,75, e Petrobras PN ganhava 0,52%, a R$ 34,79. OGX Petróleo ON apresentava elevação de 1,33%, a R$ 15,96.

Entre os mais negociados, Pão de Açúcar ON registrava alta de 0,89%, a R$ 61,95, e Gerdau se valorizava 1,13%, a R$ 26,75, mas BRF Foods ON declinava 0,63%, a R$ 43,82. A empresa resultante da fusão entre a Perdigão e a Sadia registrou lucro (pro forma) de R$ 228 milhões no ano passado, revertendo o prejuízo de R$ 2,435 bilhões de 2008, quando o resultado foi prejudicado pelas perdas da Sadia no mercado de derivativos. Só no quarto trimestre, a BRF lucrou R$ 6 milhões, ante um prejuízo de R$ 1,331 bilhão do mesmo período do ano anterior.

Nos extremos, Natura ON subia 2,43%, a R$ 34,11, e PDG Realty ganhava 2,04%, a R$ 16,50. Já TAM PN devolvia parte do ganho de 7,5% registrado na sexta-feira e cedia 1,22%, a R$ 33,08. CCR Rodovias ON desvalorizava 1,04%, saindo a R$ 33,14.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host