UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

01/03/2010 - 15h05

HSBC eleva preço-alvo da Gol para R$ 37 por ação

SÃO PAULO - Os analistas do HSBC atualizaram o modelo de avaliação para a Gol, o que resultou em manutenção do rating "overweight", ou acima da média do mercado, e elevação do preço-alvo de R$ 35,00 para R$ 37,00.

A principal mudança no cenário de lucros para a companhia é a adoção de uma maior premissa para a taxa de câmbio em 2010 e 2011. De acordo com o HSBC, considerando que 51,7% dos custos operacionais da empresa são associados ao dólar, é possível vislumbrar menores margens Ebit (lucro antes de juros e impostos) para a empresa em comparação ao cenário anterior. As demais premissas operacionais foram mantidas.

O HSBC trabalha com taxa de câmbio de R$ 1,78 no final de 2010 e de R$ 1,90 no final de 2011. Contra projeção anterior de R$ 1,58 para 2010 e R$ 1,70 em 2011.

Mesmo trabalhando com essa redução de margens, o HSBC ressalta que a Gol é uma história de crescimento, uma vez que a empresa se reposicionou como companhia aérea de baixo custo focada no mercado doméstico.

Os analistas da instituição esperam que a Gol registre crescimento na demanda (RPKs) de 12,2% em 2010 e taxa de crescimento médio anual na receita líquida de 11,1% nos próximos quatro anos.

Os riscos de baixa, na avaliação do HSBC, são maiores preços do querosene de aviação. Uma valorização do real. E um aumento na concorrência doméstica. "Esses três fatores afetariam a margem da Gol e sua capacidade de aumentar o número de passageiros nos próximos períodos." (Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host