UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 08h26

AmBev fecha quarto trimestre com lucro e receita maiores

SÃO PAULO - O lucro líquido da AmBev somou R$ 1,764 bilhão entre outubro e dezembro de 2009, ante o R$ 1,735 bilhão verificado nos mesmos três meses do exercício antecedente.

O lucro líquido atribuído ao controlador aumentou 5,3%, para R$ 1,790 bilhão, perante o R$ 1,701 bilhão somado um ano antes. Normalizado, ou antes de itens extraordinários, o lucro avançou 2,6%, alcançando R$ 1,794 bilhão.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) correspondeu a R$ 3,017 bilhões, com elevação de 3,4% perante os R$ 2,918 bilhões dos três últimos meses de 2008. A margem Ebitda saiu de 45,8% para 44,5%.

Normalizado, o Ebitda ficou em R$ 3,021 bilhões, com alta de 1,9%. A margem Ebitda normalizada se situou em 44,6% entre outubro e dezembro do ano passado, abaixo dos 46,6% de igual intervalo de 2008.

A AmBev apontou receita líquida de R$ 6,778 bilhões, com expansão de 6,5% em relação ao montante verificado no quarto trimestre do calendário antecedente, de R$ 6,365 bilhões.

"Os volumes consolidados cresceram 6,1% no quarto trimestre de 2009 e 5,1% em 2009, devido principalmente ao forte crescimento do volume no Brasil", apontou a empresa.

No ano passado completo, a companhia de bebidas teve lucro líquido de R$ 5,988 bilhões. O lucro líquido atribuído ao controlador foi de R$ 5,986 bilhões e o lucro líquido normalizado, de R$ 5,789 bilhões. Em 2008, essas duas últimas cifras equivaleram a R$ 5,119 bilhões e R$ 5,178 bilhões, respectivamente. A receita líquida ficou em R$ 23,194 bilhões, incremento de 12%.

Olhando apenas para as operações da AmBev no Brasil, e Ebitda normalizado somou R$ 2,219 bilhões nos três meses até dezembro de 2009, o que implica alta de 11% no confronto com o resultado de mesmo intervalo do ano anterior, de R$ 2 bilhões. A receita líquida subiu 18,2%, indo de R$ 3,941 bilhões para R$ 4,659 bilhões.

Em Cerveja Brasil, o Ebitda normalizado do quarto trimestre aumentou 11,5%, para R$ 1,836 bilhão, e a receita líquida apresentou acréscimo de 19%, chegando a R$ 3,858 bilhões.

"Nosso volume de cerveja no Brasil cresceu 12,1% no quarto trimestre de 2009 devido ao crescimento real da renda disponível ao consumidor e a ganhos de participação de mercado no trimestre (+260 pontos-base de acordo com a Nielsen)", informou a AmBev.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host