UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 11h15

Inflação ao consumidor da baixa renda arrefece em fevereiro

SÃO PAULO - O Índice de Preços ao Consumidor - Classe 1 (IPC-C1) aumentou 0,90% em fevereiro, seguindo elevação de 1,32% um mês antes. Vale notar que o indicador de preços é calculado com base nas despesas de consumo das famílias com renda de um a 2,5 salários mínimos mensais.

A Fundação Getulio Vargas (FGV) notou que, dentre as classes de despesas avaliadas, Transportes contribuíram para a desaceleração do indicador geral ao deixar elevação de 5,06% em janeiro para alta de 2,67% um mês depois. Habitação teve o mesmo comportamento, indo de 0,23% para 0,12% entre um mês e outro.

No terreno negativo, apareceram Vestuário (-0,58%), Educação, leitura e recreação (-0,45%, abandonando ampliação de 2,45% registrada em janeiro), Despesas Diversas (-0,13%) e Saúde e cuidados pessoais (-0,01%).

Alimentação, por sua vez, subiu 1,41% em fevereiro, depois de avançar 1,33% no começo de 2010. "A principal contribuição para este movimento partiu do item Açúcar Refinado (5,77% para 12,24%)", explicou a FGV.

Em 12 meses, o IPC-C1 registrou acréscimo de 5,07%.

(Juliana Cardoso | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host