UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 07h39

IPCA e emprego nos EUA fecham a semana

SÃO PAULO - Mantendo o tom da semana, a sexta-feira também apresenta relevante agenda de indicadores domésticos e externos. Por aqui, o foco estará voltado ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de fevereiro. As projeções sugerem inflação oficial ao redor de 0,85%, próximo do 0,83% de janeiro e inferior ao 0,97% do IPCA-15 do mês.

Ainda no campo inflação, a Fundação Getulio Vargas (FGV) divulga o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) de fevereiro. A Máxima Asset trabalha com elevação de 0,95%.

Encerrando a agenda doméstica, a Anfavea apresenta os dados sobre a indústria automobilística no segundo mês de 2011. Nos Estados Unidos, o foco está nos dados oficiais sobre o mercado de trabalho. As projeções sugerem a criação de 170 mil a 200 mil postos de trabalho durante fevereiro, contra apenas 36 mil em janeiro. Para a taxa de desemprego, é projetada elevação de 9% para 9,1%.

Vale lembrar que, na quarta-feira, a ADP, empresa que processa folhas de pagamento, mostrou que o setor privado americano criou 217 mil vagas no mês passado. Resultado acima do previsto.

As encomendas à indústria encerram a agenda americana. O prognóstico é de alta de 2,2%. No front corporativo, estão previstos os resultados da Lopes Brasil, Localiza e CEEE. Na próxima semana, o mercado local só retoma negócios após as 13 horas da quarta-feira em função do carnaval. Na agenda, o foco recai na ata do Comitê de Política Monetária (Copom), sobre a avaliação da autoridade monetária com relaçaõ à inflação, ao crescimento e à cena externa e as justificativas que levaram à alta de 0,5 ponto percentual na Selic.

Nos EUA, a atenção se volta para os dados sobre o crédito ao consumidor, balança comercial, venda no varejo e confiança do consumidor. (Eduardo Campos | Valor)
Hospedagem: UOL Host