UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

04/03/2010 - 18h48

Wall Street sobe, mas com cautela antes de taxa de desemprego

SÃO PAULO - Os principais índices acionários de Nova York encerraram o pregão de hoje com altas modestas. Indicadores econômicos dos Estados Unidos e oscilações de papéis que tiveram melhora de recomendação por parte de analistas influenciaram a sessão, mas os investidores ainda operaram com cautela, de olho na divulgação da taxa de desemprego americana, marcada para amanhã.

O Dow Jones Industrial ganhou 0,46%, aos 10.444,14 pontos, passando a acumular ligeira alta de 0,2% no ano. O S & P 500 subiu pelo quinto pregão seguido e avançou 0,37%, aos 1.122.97 pontos. O Nasdaq Composite somou 2.292,31 pontos, com elevação de 0,51%. Entre as notícias bem recebidas está a de queda de 29 mil no número de pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos na semana passada. O dado ajudou a diminuir as preocupações com o número oficial da taxa de desemprego no país, que será divulgado às 10h30 (hora de Brasília) desta sexta-feira. O nível elevado de desocupação é o principal desafio do momento para a recuperação da economia americana. Outro indicador divulgado hoje ficou acima das expectativas do mercado. A produtividade do setor não agrícola dos Estados Unidos aumentou a uma taxa anualizada de 6,9% no quarto trimestre de 2009, maior resultado desde 2002.

Diversos setores reagiram bem às notícias, com destaque para o setor financeiro e o varejo. Papéis de redes varejistas tiveram ânimo adicional com a notícia de que as vendas nessas lojas subiram 3,7% em fevereiro nos EUA. O dado é da International Council of Shopping Centers, associação global da indústria de shoppings.

Outras ações subiram depois de receber recomendação melhor por parte de analistas. Nesse caso se encaixam Walt Disney (+2,9%), Coca-Cola (+1%) e Boeing (+1,7%).

(Paula Cleto | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host