UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/03/2010 - 12h41

Mantega defende medidas para suavizar valorização do real

SÃO PAULO - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reafirmou hoje que a valorização do real perante outras moedas é inevitável, mas que é melhor que tal movimento seja gradual. Ele defendeu a iniciativa de taxar com IOF os investimentos estrangeiros em bolsa e lembrou que "ainda há outras medidas que podem ser tomadas, uma vez que parte da valorização se dá no mercado futuro".

"Temos de analisar onde está se dando a maior entrada de capitais. Por exemplo, alguns bancos se expõem a risco em operações financeiras. Podemos tentar reduzir a exposição cambial ou exigir um aporte maior de capital" disse Mantega em seminário promovido pela FGV Projetos sobre as perspectivas para a taxa de câmbio em 2010.

Para o ministro, a apreciação da divisa brasileira é natural, uma vez que não existe economia forte com moeda fraca, mas é preciso evitar uma valorização repentina. Mantega classificou de ousada a decisão de taxar o capital estrangeiro no mercado de capitais, mas acrescentou que a medida foi elogiada em todo mundo, inclusive pela comunidade internacional de economistas. "Recentemente tivemos um reforço importante do FMI que disse que os emergentes com forte entrada de capital estrangeiro podem adotar medidas para conter a valorização do câmbio. Isso foi uma legitimação do que fizemos", afirmou o ministro.

(Karin Sato | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host