UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

05/03/2010 - 11h01

Oferta da Multiplus teve 82% de participação estrangeira

SÃO PAULO - Os investidores estrangeiros apostaram no modelo de negócio da Multiplus, subsidiária da TAM responsável por uma rede de fidelização de clientes e pelos programas de milhagem da companhia aérea, e tomaram 82% das ações ofertadas pela companhia.

Ainda de acordo com o Anúncio de Encerramento, 1.167 pessoas físicas participaram da oferta e levaram 3,98% dos papéis. Chama atenção a baixa participação dos fundos de investimento. Geralmente, eles são os maiores compradores depois dos estrangeiros. No caso da Multiplus apenas um fundo participou da oferta, tomando 44 mil ações. O grupo " demais pessoas jurídicas " , ficou com essa posição dos fundos e respondeu por 13% da oferta.

Ao todo foram vendidas 43,274 milhões de ações a R$ 16,00. O monte inclui o exercício parcial do lote suplementar, que somou 3,934 milhões de ações para atende ao excesso de demanda.

Dessa forma, a companhia levantou R$ 692,384 milhões para seu caixa. Praticamente todo esse dinheiro será utilizado na compra de passagens-prêmio da TAM.

A principal fonte de receita da Multiplus é a emissão de pontos de programas de fidelidade para parceiros comerciais como a TAM. Esses pontos podem ser trocados por prêmios, que vão desde passagens aéreas a produtos desses parceiros (eletroeletrônicos, livros ou aluguéis de veículos).

O principal custo operacional da empresa é a compra de passagens. A empresa menciona, ainda, que parte de sua receita depende do percentual de pontos de fidelidade que vencem sem ser resgatados. Atualmente, este índice está em 27%.

Esse complexo modelo de negócio pode ter contribuindo para o desconto no preço das ações na época do lançamento da oferta. O papel chegou à bolsa valendo R$ 16,00, mas a estimativa oscilava entre R$ 18,00 a R$ 24,00.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host