UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/03/2010 - 10h18

Índice futuro sugere abertura em alta na Bovespa

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) deve confirmar os ganhos da semana passada e retomar a linha dos 69 mil pontos perdida em janeiro. A indicação vem do mercado futuros e está alinhada com o observado em outras praças de negociação. Por volta das 10h15, o Ibovespa com vencimento em abril aumentava 0,41%, a 69.655 pontos.

Em Wall Street, os índices futuros também apontam para cima em dia de agenda vazia. Na semana, atenção volta-se para as vendas no varejo e para a prévia da confiança do consumidor.

Por aqui, os balanços trimestrais dominam a pauta junto com a divulgação de índices de inflação e o Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre. O frigorífico JBS registrou lucro líquido de R$ 127,9 milhões no quarto trimestre de 2009, revertendo o prejuízo de R$ 53,2 milhões de igual trimestre de 2008. No acumulado do ano, o resultado líquido foi positivo em R$ 129,4, milhões, bem acima do lucro de R$ 25,9 milhões de 2008.

Ainda no campo corporativo, a Hypermarcas, que realiza nova oferta de ações, anunciou mais uma compra. Dias após comprar a fabricante de fraldas Sapeka, a empresa de bens de consumo comprou a empresa de produtos de higiene York, por R$ 100 milhões, e a Facilit, dona da Sanifill, por R$ 79 milhões.

Já a Triunfo Participações colocou à venda um de seus principais ativos, a usina hidrelétrica de Salto, em Goiás, para ganhar fôlego financeiro para novos investimentos na própria área de energia.

Passando agora para o mercado europeu, os índices lutam para permanecer em terreno positivo. Há pouco, o FTSE-100, de Londres, tinha leve alta de 0,05%, enquanto o Xetra-DAX, de Frankfurt se valorizava 0,19%. As bolsas na Ásia reagiram hoje aos ganhos observados nos EUA na sexta-feira passada. Tóquio e Seul ganharam 2,09% e 1,56%, respectivamente. Já em Xangai, a alta somou 0,73%, enquanto em Hong Kong a valorização ficou em 1,97%.

No mercado de câmbio, o real ganhava força ante o dólar. Há pouco, a moeda era negociada a R$ 1,778 na venda, queda de 0,50%.

Na sexta-feira, os dados de emprego dos EUA agradaram os investidores e estimularam a tomada de posições no mercado de ações. Por aqui, o Ibovespa ganhou 1,52% e fechou aos 68.846 pontos. O giro foi elevado, somando R$ 8,03 bilhões. Na semana, o índice ganhou 3,52% e, com isso, passou a acumular leve alta de 0,38% em 2010.

De acordo com o Departamento de Trabalho dos EUA, foram perdidos 36 mil postos durante o mês passado, abaixo do piso das expectativas, que tinham grande dispersão entre 40 mil a 120 mil cortes. Já a taxa de desemprego permaneceu estável em 9,7%, contrariando previsão de alta para 9,8%.

Em Wall Street, o Dow Jones fechou com valorização de 1,17%. O S & P 500 avançou 1,40%. O Nasdaq subiu 1,48%. Na semana, o Dow Jones ganhou 2,3%, enquanto o S & P 500 e o Nasdaq aumentaram 3,1% e 3,9%, respectivamente.

(Eduardo Campos | Valor)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host