UOL Notícias Economia

BOLSAS

CÂMBIO

 

08/03/2010 - 15h16

Para melhorar finanças, Portugal fará privatizações e elevará impostos

SÃO PAULO - O governo de Portugal apresentou medidas de austeridade fiscal na tentativa de evitar uma crise da dívida como a enfrentada pela Grécia. Assim como os gregos, os portugueses vão cortar o pagamento de benefícios e retirar algumas isenções fiscais, entre outras ações.

As iniciativas fazem parte do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), que contempla ainda uma nova alíquota do Imposto de Renda para os contribuintes com rendimentos anuais superiores a 150 mil euros, de 45%.

O ministro das Finanças de Portugal, Fernando Teixeira dos Santos, disse hoje que os ajustes salariais vão ficar abaixo da inflação até 2013 e que o orçamento militar será enxugado em 40%.

Também foi estipulado como meta levantar 6 bilhões de euros com privatizações para contribuir para a redução do endividamento do país. A intenção da administração portuguesa é reduzir o déficit público para 2,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013.

(Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host